sealock

A SeaLock

Fundada em 1996, com a missão de evitar que ladrões e bandidos viessem a roubar e furtar os conteúdos de containers marítimos e de caminhões e semi-reboques do tipo baú. Com o objetivo de corrigir as falhas construtivas de segurança existentes nos milhões de containers que transitam pelo mundo, bem como nas falhas construtivas com relação à segurança de caminhões e semi-reboques que possuem portas do tipo: de 2 seções que se abrem para o exterior, a Sealock desenvolveu uma trava de segurança inovadora que desempenha as funções simultâneas de trava e de lacre de segurança, a qual resolve e frustra os problemas de ataques aos containers, sejam eles: abertos e indissimulados sejam eles dissimulados.

 

Na época em que ocorreram os ataques às torres gêmeas nos Estados Unidos, a trava-lacre desenvolvida pela Sealock se constituiu no primeiro e único dispositivo híbrido, que foi declarado, passível de disponibilizar tecnologia válida anti-terrorista, o qual provou ser útil para evitar que terroristas colocassem armas de destruição em massa, em containers marítimos acessando os portos norte-americanos. As travas-lacre produzidas pela Sealock são aprovadas pelo Department of Homeland Security dos EUA. A Sealock também obteve a certificação e aprovação pelo C-TPAT (Custom – Trade Partnership Against Terrorism).

 

Em sua curta existência, mas já dotada de história de grande impacto, a Sealock Security Systems já obteve 5 (cinco) patentes nos Estados Unidos, já recebeu uma série de prêmios e obteve aprovação pelos fabricantes de produtos de segurança, espalhados pelo mundo. As travas-lacre fabricadas pela Sealock são utilizadas nas importações e exportações de grandes empresas a nível mundial, como por exemplo: Wal-Mart, JC Pene, Hewlett-Packard, Pfizer e MaerskLine.